EU, ANIVERSARIANTE…

Quarta-feira, 25 de novembro de 2020… Faltam 30 dias para o Natal… Neste mesmo dia de 1936, eu vim à luz…  Segundo minha certidão de nascimento, de pais moradores na localidade de Tomazinho, município de São João de Meriti – RJ … A partir desta data e deste local. Venho transitando por esta vida que, como a da maioria dos leitores, vem se afigurando como u´a “montanha russa” que  ora nos conduz aos píncaros para logo depois fazer-nos despencar vertiginosamente até  atingirmos  níveis de ondulações mais amenas.  O ciclo tende a se repetir e alternar dependendo do tempo e valor do bilhete de ingresso fornecido pelo CRIADOR.

Pois é, numa dessas alternâncias,  vim parar em Curitiba que conheci em 1969 e para onde retornei , em 1986 (16 anos depois),  adotando-a como domicílio vitalício em torno de meu grupo de descendentes (filhos, noras e netos) que  venho contemplando e acompanhando, grato   pela  sorte  de tê-los e amá-los.

Os Leitores já sabem que – atualmente – moro em um Lar de Idosos cercado:

  • do  companheirismo de quase uma centena de outros moradores;
  •  do carinho e atenção de dezenas de funcionários(as);
  • da dedicação do corpo administrativo e equipe de terapeutas;
  • da presença constante de grupos  voluntários dispostos a emprestar seus ouvidos às nossas estórias;
  • das ligações diárias repletas do carinho de amigos daqui de perto e de outras um pouco mais espaçadas de parentes consanguíneos, principalmente do Rio de Janeiro;
  • e, claro, das visitas de meus filhos. O Pedro com o “contato”  semanal  via Internet (Skype), de sábado com nora (Cristiana)  e netos (Nanda, Rafa e Duda) e o Paulo, virtualmente a partir da Flórida – EUA, com a nora (Cláudia) e netas (Giovana e Cinthia). Tudo de bom!

Então resolvi  me presentear com um texto e a letra de uma canção, ambos de muita importancia e significados para mim por estes OITENTA E QUATRO ANOS de vida. O texto é  autoria de  Chico Xavier e a canção de Raul Seixas.

O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim. Tudo o que sou me foi um dia emprestado pelo Criador para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida. Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão. Há muito o que dar e o que receber; há muito o que aprender, com experiências boas ou negativas. Tente ver as coisas  negativas que acontecem com você como algo que aconteceu por uma razão precisa.

 E não se lamente pelo ocorrido; além de não servir de nada reclamar, isso vai te vendar os olhos, dificultando assim, continuar seu caminho. Quando não conseguimos tirar da cabeça que alguém nos feriu, estamos somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era no início. Nem sempre as pessoas nos ferem voluntariamente. Muitas vezes somos nós que nos sentimos feridos e a pessoa nem mesmo percebeu; e nos sentimos decepcionados porque aquela pessoa não correspondeu às nossas expectativas. E sabemos lá quais eram as nossas expectativas?

Decepcionamo-nos e decepcionamos outras pessoas também. Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que nos atingem. Quando alguém te disser que te magoou sem intenção, acredite nela! Vai te fazer bem. Assim, talvez, ela poderá entender quando você, sinceramente, disser que “foi sem querer”. Dê de você mesmo o quanto puder! Sabe, quando você se for, a única coisa que vai deixar é a lembrança do que fez aqui. Seja bom, tente dar sempre o primeiro passo para a reconciliação, nunca negue uma ajuda ao seu alcance, perdoe e dê de você mesmo. Seja uma bênção a todos que o cercam!

Deus não vem em pessoa para abençoar, Ele usa os que estão aqui dispostos a cumprir essa missão. Todos nós podemos ser Anjos. A eternidade está em nossas mãos. Viva de maneira honrada, para que quando envelhecer, você possa falar só coisas boas do passado e sentir assim, prazer uma segunda vez … e ter a certeza de que quando você se for, muito de você ainda fique naqueles que tiveram a boa ventura de te encontrar.”
Chico Xavier.

Dedico essas afirmações — do  pensador Chico Xavier e da letra da canção do Raul Seixas, aí abaixo —  à  reflexão de vocês, leitores… 

…quanto a mim, escorado na paz e serenidade que tenho conseguido obter, afirmo que este de hoje é para mim mais um dia de …

… FELIZ ANIVERSÁRIO

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

2 respostas para EU, ANIVERSARIANTE…

  1. Aline Padilha guavaski Schmidt disse:

    Parabéns meu lindo …. felicidades ….. É 84 anos de muita sabedoria …. vc se tornou uma pessoa especial pra mim quando eu comecei a te conhecer melhor , a te ouvir …. quando comecei a prestar atenção em vc , daí que eu vi o quão maravilhoso vc é , não tenho conhecimento de quando vc era jovem , mas só sei que na tua velhice vc se tornou um excelente homem….. aprendi à te amar ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s