UM IDOSO MELANCÓLICO…

Terça-feira, 16 de fevereiro de 2021… Vejo na Internet:

A terça-feira gorda, ou terça-feira de carnaval, é o dia de fevereiro ou março que precede a quarta-feira de cinzas. Portanto, é o último dia que antecede a Quaresma, e é comemorado em alguns países com o consumo de panquecas. Este feriado móvel é determinado pela Páscoa. 

Detalhe da obra O Combate entre o Carnaval e a Quaresma de Pieter Bruegel, o Velho.

Em outros países, especialmente aqueles em que é chamado de Mardi Gras ou alguma tradução, este é o último dia de Carnaval, sendo, para os católicos, também o último dia de “comer gordura” antes do período de jejum da Quaresma.

Historicamente, é o dia em que os cristãos se despedem da carne, pois, nos quarenta dias seguintes, devem jejuar, fazer penitência e se abster de comer carne. Tudo isso em preparação à Páscoa. É observada por muitos cristãos, incluindo anglicanos, luteranos, metodistas e católicos romanos,  que “fazem um momento especial de autoexame, para analisar quais erros eles precisam se arrepender e em quais áreas.da vida ou da espiritualidade eles precisam pedir especialmente a ajuda de Deus.”

Acabo de extrair este texto da Internet, melancolicamente depois de estar ouvindo o chilrear dos “quero-quero” entrando por minha janela — acompanhado pelo “diálogo intenso” entre o Paulinho e o Dorival da Hora com assistência sempre agitada do Ubirajara, ali no banco — nesta manhã ensolarada de um carnaval que foi extinguido pelo COVID 19.

Penso nas minhas “netas adotadas“, tão jovens, tão belas, algumas como a Bibi da Novela, apegadas aos seus Rubinhos — amores bandidos — apesar das infidelidades às suas costas encobertas com o apoio do Sabiá, amigo de fé…

Nada na TV, como o resto do segundo dia de desfile das escolas de samba com imagens do “bloco dos garis” varrendo a passarela que estaria encoberta com os restos das fantasias e alegorias largados na avenida, pela folia desvairada.

Restou apenas o canto e os pios das aves urbanas para tentar neutralizar esta manhã de…

UM IDOSO MELANCÓLICO

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s